Zagueiro Miranda visita ACP Sub 15

Nesta tarde de quarta-feira (04/06), o zagueiro Miranda do Atlético de Madrid (ESPANHA), visitou o treinamento da categoria de base do ACP Sub/15, no campo de futebol da Associação São Jorge/Paranavaí/Pr.

A expectativa e ansiedade dos garotos eram evidentes e logo que o zagueiro chegou ao campo, foi cercado pelos atletas e em seguida sentaram-se para ouvir a sua palestra.

João Miranda de Souza Filho mais conhecido como Miranda nasceu em Paranavaí7 de setembro de 1984, zagueiro. Atualmente, joga pelo Atlético de Madrid, da Espanha.

O zagueiro Miranda, falou sobre o inicio de sua carreira que foi justamente naquele campo (Associação de Moradores do Jardim São Jorge), e que desde aquele tempo, para poder participar dos treinamentos a maior cobrança era a de estar estudando e nunca abandonou a escola, justamente pela incerteza na profissão, e que o estudo era algo certo para seu futuro.

Destacou ao grupo a necessidade de levar a sério a escola e antes de qualquer coisa, antes de se pensar na carreira de jogador de futebol a necessidade de se formar um cidadão. Que o estudo o ajudou a administrar a sua vida de atleta.

O sonho de se tornar um jogador, não tinha distancia e que ia aos treinamentos de bicicleta e que não escolhia nem matava os treinamentos, destacou a necessidade de se levar a sério e com comprometimento as atividades administradas, porque atualmente a cobrança e o condicionamento físico de um jogador fazem toda diferença e é o que o mercado exige.

Ao final abriu espaço para que os atletas fizessem perguntas as quais geraram momentos de descontração e seriedade, quando falou sobre o titulo de vice-campeão da UEFA Champions League, perdendo na prorrogação para o próprio Real Madrid e sobre a expectativa da convocação para Copa.

Encerrou o encontro com autógrafos e fotos

 

Carreira do zagueiro Miranda fonte: site Wikipédia

Coritiba

Miranda foi formado como jogador nas categorias de base do Coritiba, onde se destacou na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2004. Sua qualidade e liderança fizeram Antônio Lopes, o então técnico coxa-branca, confiar em seu futebol para a disputa como titular da Taça Libertadores daquele ano, quando também conquistou o título paranaense num clássico Atle-Tiba decisivo em plena Arena da Baixada. Miranda fez 89 partidas (88 como titular) pelo Coxa e marcou seis gols, até ser negociado em julho de 2005 para o futebol francês.

São Paulo

Miranda chegou ao tricolor no segundo semestre de 2006. No mesmo ano foi campeão brasileiro.

Em 2007, ao lado dos zagueiros Breno e Alex Silva, no Campeonato brasileiro formou uma sólida defesa que passou 9 jogos consecutivos sem levar gols e sendo vazada apenas 18 vezes em 38 partidas e conquistando o título brasileiro com a defesa menos vazada do campeonato.

Em 2008, no segundo turno do Campeonato brasileiro formou ao lado dos zagueiros Rodrigo e André Dias um espetacular trio defensivo que ficou os últimos 18 jogos do campeonato invicto, conquistando o inédito tricampeonato brasileiro.

Em 2009 foi convocado pela Seleção Brasileira para a disputa da Copa das Confederações, de última hora, para substituir o zagueiro Alex, que se machucou. Participou da vitória sobre os Estados Unidos, na fase de grupos, e o Brasil acabou sendo o campeão.

Atlético de Madrid

Em 7 de janeiro de 2011, Miranda assinou um contrato de três anos com o Atlético de Madrid, que começa a valer a partir de julho1 .

Sua estreia foi dia 28/07/2011 em uma Liga Europa, onde sua equipe venceu 2x1 do Strømsgodset, da Noruega, onde ele acabou sendo expulso. Seu segundo jogo também foi em uma Liga Europa onde sua equipe venceu de 4x0 o Vitória Guimarães, de Portugal.2Na final da Copa do Rei da temporada 2012-13, no dia 17 de maio de 2013, Miranda marcou o segundo gol do Atlético sobre o rival Real Madrid que garantiu o títulos para os colchoneros e a quebra de um tabu de quase 14 anos, sem vitórias do Atlético de Madrid sobre o rival.

Obteve grande destaque por seu desempenho na temporada 2013-2014, onde se sagrou junto ao time campeão do Campeonato Espanhol (Liga BBVA), quebrando um ciclo de 9 temporadas de hegemonia entre Real Madrid e Barcelona. Além de fazer parte do elenco vice-campeão da UEFA Champions League, perdendo na prorrogação para o próprio Real Madrid.